Newsletter # 3 | Setembro 2019
Assembleia-geral ordinária 

Nos termos do Artigo 173 nº1 do Código Civil e do Artigo 17º dos estatutos, decorreu  no passado dia 25 de Maio pelas 15 horas, na sede da APAU, sita na Estrada Nacional 10, nº8, Edifício Cinema - Sala 109 em Alverca do Ribatejo, a assembleia-geral ordinária da APAU, Associação Portuguesa de Aviação Ultraleve, com a seguinte ordem de trabalhos:

1. Apresentação, debate e votação do relatório e das contas do exercício de 2018.

2. Apresentação, debate e votação do plano de atividades e do orçamento para o exercício de 2019.

3. Outros assuntos de interesse para a associação.

Nos termos do artigo 19º dos estatutos, a assembleia é constituída em 2ª convocatória com qualquer número de sócios, 30 minutos após a hora marcada, caso não esteja reunido o quórum à hora da primeira convocatória.

A ata da reunião encontra-se na sede, disponível para consulta a qualquer sócio activo.
 

Sede da APAU

A sede da APAU é um espaço gentilmente  cedido pela Câmara Municipal de Vila França Xira e foi inaugurada ainda pela anterior direção, no dia 11 de Março de 2016, perante associados, amigos e entidades aeronáuticas e locais.Também nessa altura, por gentileza de um associado, foi possível equipá-la com os móveis necessários para a sua funcionalidade.
Mantendo o que existe e antecipando futuras utilizações, nomeadamente pelos associados, reformulámos o seu interior, criando espaços distintos para distintas actividades.
Disponham!
Dica aeronáutica 

Todos os pilotos sabem a angustia por que passam quando vêm aproximar a data da revalidação do certificado de voo da sua aeronave. Sabem que vão ter que lidar com uma ANAC pouco assertiva e pouco funcional. Existem contudo formas de minimizar os atrasos inerentes a este processo que podem passar por tornarmo-nos nós assertivos e funcionais.
Quando chegar a hora de pedir a revalidação do certificado de voo da sua aeronave, faça-o pelo menos 1 mês antes da data em que ele caduca, é meio caminho andado para o sucesso deste requisito e  instrua o processo com uma deslocação à ANAC, munido dos seguintes documentos:

1.   Cópia do Cartão de Cidadão, frente e verso (de todos os sócios)
2.   Comprovativo de pagamento da Fatura (emitida aquando do pedido)
3.   Declaração dos proprietários em como a aeronave está apta para voo
4.   Comprovativo de Seguro válido
5.   Comprovativo de Calibração de Altímetro analógico com menos de 2 anos ou declaração do proprietário em como o altímetro digital se encontra apto para uso, com as devidas correções efetuadas 
6.   Comprovativo de Compensação de Bússola com menos de 6 meses
7.   Listagem de Equipamentos instalados
8.   Massa e Centragem com menos de 5 anos 
9.   Cópias da primeira folha e da folha com o último serviço do Diário de Navegação
10. Cópia da Licença de Estação da Aeronave
11. Entrega da Caderneta de Motor.
12. Requerimento de Certificação de Aeronave Ultraleve devidamente preenchido e assinado – minuta do ANAC 13 e  entrega do Certificado de Voo caduco
14. Entrega de comprovativo de pagamento do IUC, bem pode contestar mas é de lei: art.º 11 do regulamento do INAC 164/2006 e não sofreu alterações com os dois aditamentos 
Depois disto tudo entregue, passadas umas duas semanas marcar-lhe-ão a inspeção ao avião.

Carlos Miguel Costa
Em revista
Rua Eng. Francisco Guerra, Escuteiro e Piloto aviador

Aconteceu no passado dia 18 de maio, numa iniciativa da Câmara Municipal de Évora, o descerramento da lápide que atribui o nome do Eng. Francisco Guerra a uma via daquela cidade.
O Eng. Francisco Guerra, foi dirigente da APAU no triénio 2012/2014, tendo falecido num acidente de aviação no dia 30 de abril 2014 que vitimou também o piloto Ricardo Pereira.
Entendeu a APAU juntar-se aos familiares e amigos do Francisco nesta singela e merecida homenagem,  onde também não faltaram, os escuteiros, instituição a que o Francisco dedicava grande parte do seu tempo.
Que esta placa perpetue a memória do Francisco, em nome de todos os pilotos que perderam a vida a voar!
 
225 anos do 1º voo tripulado em Portugal

No âmbito das comemorações dos 225 anos daquele que é considerado o primeiro voo tripulado em Portugal e numa iniciativa da Associação de aeromodelismo das Vendas Novas, com a colaboração da Câmara Municipal das Vendas Novas e do Regimento de Artilharia Nº5, realizou a APAU, o Fly-in a Vendas Novas.
Num dia bonito, embora fresco e ventoso, a recepção aqueceu o ambiente  e o porco no espeto estava digno de menção honrosa, como honrosa foi também, a participação de todos os pilotos que escolheram estar presentes neste dia com o objetivo de recordar e honrar, aqueles que ao longo dos tempos ultrapassando os seus limites, concretizaram o sonho de voar.
O nosso muito obrigado em particular ao professor Mário Madeira, à Câmara Municipal de Vendas Novas e ao Regimento de Artilharia nº5, pelos esforços envidados para a realização deste evento.
Que se repita!

Leia a história deste feito aqui:
https://www.dn.pt/edicao-do-dia/24-ago-2019/interior/lisboa-vendas-novas-em-balao-primeira-viagem-aerea-no-pais-foi-ha-225-anos-11233783.html?fbclid=IwAR0sB5brKUnNaUPiqq2iAz-Vb91cz_2upTQ5PEXw0oh8hP4IgYv-2smFOUE
 
Próximos eventos APAU

A convite do Aeroclube do Cerval e inserido nas comemorações do seu aniversário, no próximo dia 7 de Setembro, iremos ao Cerval almoçar uma das 7 maravilhas gastronómicas de Portugal, a “Foda à Monção” à moda do Cerval.

“Foda à Monção”?
A autarquia de Monção, em comunicado enviado por altura da “Feira da Foda”, em Pias, naquele concelho do Alto Minho, onde o prato de cordeiro é rei, dá a explicação.
“Os habitantes do burgo, que não possuíam rebanhos, dirigiam-se às feiras para comprar o animal. E, como em todas as feiras, havia de tudo, bons e maus. A verdade é que os produtores de gado, quando os levavam para a feira queriam vendê-los pelo melhor preço e, para que parecessem gordos, punham-lhes sal na forragem, o que os obrigava a beber muita água. Na feira, apareciam com uma barriga cheia de água e pesados, parecendo realmente gordos. Os incautos que não sabiam da manha compravam aqueles autênticos “sacos de água” e, quando se apercebiam do logro, exclamavam à boa maneira do Minho: “que grande foda!”.

A convite da APAU também nesse dia, o jantar será no restaurante “Braseirão do Minho”.
No dia 8 de Setembro, rumaremos a Tomar, para participar no evento 17º Encontro dos Templários organizado pela ATAÚL, no Campo de Voo de Valdonas.
 

A Volta APAU 2019, vai realizar-se nos próximos dias 11, 12 e 13 de Outubro, e a nossa proposta é  descobrir castelos e barragens ao sul do Tejo. 

Sexta-feira, dia 11, chegada a Ponte de Sôr para jantar e estadia.

Sábado, dia 12, chegada a Ponte de Sôr dos participantes que não puderem ir no dia anterior e partida para almoço em Figueira de Cavaleiros, não sem antes descobrirmos alguns castelos e barragens alentejanas.

Ponte de Sor
Marvão
Arronches
Barragem do Caia*
Elvas
Borba
Évoramonte
Arraiolos
Barragem dos minutos*
Montemor-o-novo
Barragem do Pego do Altar*
Barragem do Torrão*
Torrão 
Figueira de Cavaleiros

Da parte da tarde, rumaremos a Sines desfrutando da linha de costa até Sagres para jantar e pernoitar em Lagos.

Figueira de Cavaleiros 
Sines
Vila Nova de Milfontes 
Zambujeira do Mar
Aljezur
Sagres
Lagos

Domingo, dia 13, o almoço será no Campinho, com um passeio matinal pela linha de costa até à Foz do Arade, subindo depois a Silves para uma vista aérea do seu castelo, antes de seguir para o Campinho via  Castro Verde, Mértola, Serpa e Moura.

Lagos
Portimão 
Silves
Castro Verde
Serpa
Moura
Campinho

Tendo consciência das limitações da pista do Campinho, Évora será uma possibilidade com transporte para o almoço e regresso.

Deste evento daremos noticia muito em breve.


 






This email was sent to <<Email Address>>
why did I get this?    unsubscribe from this list    update subscription preferences
Associação Portuguesa De aviação Ultralevr · Estrada Nacional 10 · Edificio Cinema N°8, Sala 109 · Alverca do Ribatejo 2615-999 · Portugal

Email Marketing Powered by Mailchimp