Copy
Neste último período, dois fatos jogaram o debate sobre racismo algorítmico pra superfície da esfera pública: o documentário dos techbros arrependidos e oportunistas; e o caso desastroso de recorte de imagens no Twitter. Pra combater a desinformação que circulou, a newsletter #24 traz referências sobre os dois casos. Aproveitem:
DESTAQUE DA SEMANA:
Algoritmo de saliência para corte de imagens?
Os pesquisadores Vinay Prabhu, Abeba Birhane e Darrel Owens desenvolveram uma ferramenta para permitir o escrutínio de como algoritmos de image cropping baseados em saliência, como o do Twitter, funcionam.
NOTÍCIAS E CONTEÚDOS:
O que é reconhecimento facial?
A cientista da computação Nina da Hora publicou texto introdutório sobre reconhecimento facial, sua história, como funciona e modalidades.
Racismo Algorítmico no Twitter e Zoom
Grupo de juristas do CEPEDI-UFSM publicou texto sobre o racismo algorítmico nas plataformas digitais
Muito além do Twitter
Reportagem da Ponte Jornalismo levanta informações sobre racismo algorítmico com apoio da pesquisadora Carla Vieira
+20 referências sobre visão computacional
Desenvolvi no Twitter uma thread/fio com referências sobre visão computacional, racismo algorítmico, reconhecimento facial e afins
O verdadeiro dilema das redes
O canal E AI Carla? publicou vídeo debatendo o incensado documentário e seus problemas
Dilemas críticos sobre as redes
Viu o documentário e não quer ser enganado pela superficialidade? A Mozilla publicou lista de pesquisadoras/es e publicações sobre o tema!
Tecnologia e inovação africanas
A Ação Educativa está lançando nova edição online do curso "História da Ciência, Tecnologia e Inovação Africana e Afrodescendente" com o professor Carlos Machado.
Racializar a proteção de dados
Bianca Kremer discute pilares da Lei Geral de Proteção de Dados levando em conta o abismo legal de respeito à humanidade em países como o Brasil
LEIA E CITE AFRODIÁSPORA:
Abeba Birhane
Abeba Birhane realiza doutorado em Ciência Cognitiva na University College Dublin. Entre seus trabalhos estão investigações sobre os problemas do uso de grandes bases de imagens para a visão computacional, crítica à filosofia cartesiana, debate sobre direitos de autômatos e ética relacional para estudo de IA. Para começo, recomendo artigo traduzido sobre Colonização Algorítmica da África.
Dulcilei da Conceição Lima
Doutora pela UFABC, mestre pela Mackenzie e historiadora pela USP, Dulcilei Lima é pesquisadora e curadora. Produz sobre feminismo negro digital, com publicações como "Desvendando Luíza Mahin: um mito libertário no cerne do feminismo negro", "O feminismo negro na era dos ativismos digitais" e " Tá na cabeça, tá na web! Significados simbólicos e historicidade do uso do turbante no Brasil".
Twitter
Website
LinkedIn
Link
YouTube
Copyright © 2020 Desvelar, All rights reserved.


Want to change how you receive these emails?
You can update your preferences or unsubscribe from this list.

Email Marketing Powered by Mailchimp