Copy
26 de novembro de 2021
Black Friday. AAAAARGH. É o espírito do tempo falando, desculpem.

Edição é curta porque as notícias são retroalimentadas nos últimos dias por… Black Friday. E notícias sobre ofertas não são notícias para a Interfaces. Hoje não tem games nem techbiz, mas tem um reviewzinho no lugar. 

Se der tempo faremos curadoria de produtos no nosso Twitter, mas tem algumas por aqui.

Boa leitura, não gastem muito dinheiro e até semana que vem. Dezembro, né?
DESTAQUE DA SEMANA
Novo Kindle Paperwhite: é grande e a tela maior impressiona.
Kindle Paperwhite: um review rÁPIDO
O novo Kindle Paperwhite nos fez lembrar da primeira vez que vimos o Galaxy Note, anos atrás, e pensar que tela grande era o futuro. E é mesmo, pelo menos para quem gosta de ler e-books.

Segue sendo nosso gadget favorito de leitura, por dois motivos: é bom demais e pela total incompetência da concorrência em lançar coisa melhor (e sobreviver). 

A tela de 6,8" tem menos bordas, mas ainda o suficiente para segurar direito o leitor – que pesa 205 gramas, um pouquinho a mais que a versão anterior com tela de 6" (e 182 gramas).

Os ajustes de temperatura de cor para leitura – do mais branco ao mais amarelado (difícil de reproduzir em foto aqui, mas dá para dar uma ideia na foto abaixo) são uma boa novidade. Ou, nas palavras da fabricante, não é amarelo, é âmbar. Faz sentido. 

Tudo para uma leitura mais calma, mais tranquila. Ou uma sensação de ler um livro muito antigo, sem a experiência da rinite. 

O sistema do Kindle agora tem um modo noturno, ótimo para ler à noite com o mínimo de brilho na tela – mas isso está no Paperwhite "antigo" também via atualização de software. 
Mas tem duas novidades muito legais que a Amazon colocou nesse produto.

A primeira é a mais que bem-vinda chegada de conector USB-C (adeus nosso último cabo mini-USB dos Kindles anteriores!), com direito a carga rápida.

É algo prático por ter um recurso dos smartphones modernos em um Kindle, mas meio bobo pensar que ele segue com a bateria durando por semanas (aqui em uma semana de uso não gastou nem 10%). Pelo menos quando acabar, enche a carga de forma mais veloz. 

A segunda coisa é algo muito esquisito de falar sobre um Kindle Paperwhite.

Ele é... rápido! Claro que isso é algo muito pontual, mas é perceptível que as interações no Paperwhite novo são mais espertas que nos modelos anteriores. Isso não muda nada na experiência de leitura, óbvio.

Mas é um conforto simples e bom - assim como a proteção contra água (IPX8). Garantia de que o Kindle vai durar anos e anos. 
 
O que não testamos ainda: se o incrível Calibre funciona com o novo Paperwhite. Deve funcionar. 

O novo Kindle Paperwhite está à venda, claro, na Amazon, por R$ 649 (preço cheio, sem desconto de Black Friday – isso fica para o modelo menor)
Finalmente carregamento por USB-C (e rápido). E ao lado do Kindle Paperwhite de uma ou duas gerações atrás: antes cabia no bolso da calça, agora não cabe mais (fotos: Interfaces)

INTERFACES INDICA
e mais um monte de ofertas reunidas aqui na Amazon
Eletrônicos de consumo
CROSSOVER ESQUISITO 1
Parece muito estranho, mas a Huawei está buscando (ou segue, pelo menos) alternativas para vender smartphones no ocidente driblando as sanções dos Estados Unidos.

Uma delas é fazer parcerias com várias empresas por aí, incluindo a velha e boa… Nokia.
CROSSOVER ESQUISITO 2
Marcas de smartphone passaram vergonha brigando pela atenção do biólogo que pediu um aparelho da Samsung.

A desgraça começou com a lambança do social media da Samsung e foi piorando com as outras marcas tentando marcar ponto na molezinha. Que vergonha (para todos os envolvidos).
PROCESSINHO
Adoramos que a Apple resolveu correr atrás do NSO Group, responsável pelo temido Pegasus – aquele spyware que invade a privacidade de jornalistas e inimigos de governos autoritários mundo afora.
VAZOU, CLARO
Google Pixel 6a, a versão intermediária do smartphone. Parece demais com o irmão maior Pixel 6.
INTENCIONAL
Caso clássico de produto pensado de um jeito e usado de outro pelo consumidor: uma esteira de US$ 4.000 com tablet que pode ser hackeada/modificada para, sei lá, ver Netflix enquanto anda.

A fabricante atualizou o sistema e os consumidores não têm mais acesso a esse "modo deus" que libera para fazer qualquer coisa com as máquinas.
O ANO DO DRAGÃO
A Qualcomm vai rebatizar seus chips Snapdragon, de forma a simplificar a nomenclatura. Só reforça nossa ideia de que ninguém se importa com nome de processador além de fabricante e nerdolas em volta.
CULTURA DIGITAL
HEROÍNA TECH DA SEMANA
Nem curtimos muito Adele, mas ela merece um prêmio por conseguir fazer o Spotify desativar o botão de aleatório nas contas gratuitas, para que as pessoas possam sofrer com ela ouvindo as músicas do disco novo ("30") na ordem certa.

O fato de priorizar playlists no lugar de álbuns é uma crítica antiga nossa – Tidal e Apple Music te deixam ouvir o que quer, na hora que quer. E não colocam Slayer depois de Mozart porque era o que você ouviu ontem na academia. 
CORTE AS CRIANCINHAS NO MEIO
Mas curtimos Radiohead, apesar das letras estranhas como a do título desta nota, e eles lançaram um experimento (não é um jogo)  na Epic Games para comemorar a chegada de "KID A MNESIA", que une dois discos velhos em um novo.
DESCANSE EM PAZ
Mr. Goxx, o rato tuiteiro que palpitava sobre mercado financeiro. Até rimou.
E A PALAVRA DO ANO É
NFT, segundo o dicionário Collins. Felizmente fecharam a edição antes do metaverso bombar.
METABULLYING
Qual o grande desafio do metaverso (realidade virtual)? Se você acha que é poder de processamento, capacidade de gestão de trilhões de informações ao mesmo tempo, errou.

O negócio vai pegar é no combate ao assédio e bullying.
COLETIVO
O Gizmodo avisou que vai liberar os Facebook Papers, sob a supervisão de um comitê para não cometer deslizes ou erros que exponham a privacidade dos envolvidos além do necessário.

Por aqui, o pessoal do Núcleo segue cobrindo o tema também.
JOVENS COM A SAÚDE BASTANTE MENTAL
E não é que os Facebook Papers revelaram que jovens sofrem por causa do Instagram? Quem poderia adivinhar (todos)?

E quem diria que eles sabiam disso (qualquer pessoa que conheça os métodos de trabalho do Faceb… Meta)?
 
FALANDO EM SAÚDE MENTAL
A distorção da realidade que Round 6 gerou levou a bizarrices como o bar temático e… a recriação do jogo por um youtuber. (e é claro que Casimiro já reagiu).

Tem a história (altamente replicada pelo povo caça-clique) de que a série conseguiu chegar via contrabando na Coreia do Norte. Mas especialistas de verdade no país dizem que é improvável que isso tenha acontecido. 

(mas como no passado já teve gente jogando pen drive do céu mirando Pyongyang, nada é impossível)
OS YOUTUBERS DE VERDADE
Pessoas que trabalham no YouTube respondendo sobre as buscas na plataforma.
POLÍCIA SURPRESA
O Facebook pediu para a polícia de Los Angeles parar de usar fakes da rede em suas investigações.
SUCESSO
Baby Yoda, quer dizer, Grogu, é o lider absoluto de audiência da Disney Plus, que comemora um ano no Brasil. Mas o ranking dos mais assistidos é tomado por Marvel e Pixar.
APRENDA BRINCANDO
A CNN Brasil tem mandado muito bem com textos sobre videogames e cultura pop. Agora o debate é sobre como videogames falam sobre momentos históricos e podem ensinar, instigar curiosidade ou trazer besteira a rodo.
leituras longas
PAUSA PARA O COMERCIAL
O Henrique ainda não voltou da padaria com os cigarros, mas parece que está trabalhando bastante pro G1 – tem até vídeo.
MAIS 9 MINUTOS
No Verge, o botão mais odiado do mundo: o de soneca nos velhos despertadores. Alguém aí ainda usa isso?
BOM AR
Na Harpers, mistérios dos aromas e cheiros. Não estamos falando de alho refogado.
PAI DE PLANTA & PICARETA
Na BBC, os influencers verdes do mundo das plantas, que têm espécimes raros e quase extintos para negociar via Instagram.
Compartilhe