Copy
20 de novembro de 2020
Bom dia. 2020 ainda não acabou, mas já estamos falando de Galaxy S21 e lançamentos para janeiro. E seguimos falando de Apple M1, que ficou para o final do ano e entra na lista de grandes surpresas desses tempos conturbados. Tem PS5 no Brasil e um monte de cultura digital também.

Em tempo: hoje a Apple começa a vender os novos iPhone 12 no Brasil - você pensa em comprar um? Boa leitura e até semana que vem, que tem… Black Friday (nos aguarde!). - Henrique e Samir.
Eletrônicos de consumo
A caminho
Galaxy S21, S21+, S21 Ultra: a linha 2021 de aparelhos topo de linha da Samsung não foi anunciada ainda, mas seguindo um certo padrão, já vazou toda pelas mãos de Max Weinbach - o mesmo cara que antecipou o S20.

Destaque para o uso de processadores Snapdragon 875 (que só serão anunciados em dezembro pela Qualcomm), 5G em todos os modelos e a câmera de 108 megapixels com sensor de "segunda geração" no S21 Ultra.

Tudo indica que o anúncio em janeiro (um mês antes do cronograma comum da Samsung) tem tudo para ser real.
Lançamento Histórico
Os primeiros reviews dos computadores com processador Apple M1 - MacBook Air, MacBook Pro, Mac Mini - mostram uma tendência: pela primeira vez em anos, dá para comprar um produto Apple de primeira geração (é aquela que sempre costuma ter alguns problemas pontuais que serão resolvidos no ano seguinte).

Até Steve Sinofsky, ex-chefão de Windows na Microsoft, comenta que "é um produto que tem uma visão e o caminho para executá-la e dá um salto para todos verem" - é a ideia do Mac original de 1984, só que desta vez com tudo integrado, hardware e software (ou uma última visão de Steve Jobs finalmente concretizada - e ele sorri lá de cima).

Pela primeira vez em tempos, deu vontade de comprar um Air M1 quando pudermos voltar a viajar. Principalmente agora que sabemos que as opções de recuperação do sistema não precisam de combinações de teclas como Command+R (e variantes), é só apertar um botão.
Falando em reviews
A Apple lança hoje os novos iPhones 12 aqui no país - mas o review que precisa ser lido é o da câmera do iPhone 12 Pro Max feita pelo pessoal do app Halide. O pessoal da Debugger também testou a tomada Anker Nano, que custa (lá) 20 dólares e funciona perfeitamente com os novos iPhones.
iPhone 12 Pro Max e suas supercâmeras (Henrique Martin/Interfaces)
Enrolou
A Oppo mostrou um smartphone conceitual com tela enrolável. Nos lembrou bastante o projeto da TCL mostrado em algum lugar do passado de 2020 (março, que foi uns 5 anos atrás).
Portátil
O projeto NUC da Intel sempre envolveu computadores de formato bem reduzido - mas agora se expande para notebooks conceituais poderosos que fabricantes menos conhecidos podem usar como referência.
Com honra
A Huawei vendeu a sua submarca de smartphones/acessórios Honor para um consórcio de mais de 30 empresas (e o governo chinês, o que nos faz levantar uma sobrancelha).

É mais um sinal de que as coisas não seguem fáceis em Shenzhen a caminho do ano 3 de banimento em 2021 - a não ser que Joe Biden mude algo nos EUA em janeiro.
Huawei FreeBuds 3i, com cancelamento de ruído (Huawei/Divulgação)
briga de gigantes
A Ericsson defendeu o uso de infra-estrutura Huawei na Suécia (paywall). E no Brasil a Huawei segue na área mobile vendendo acessórios: anunciou esta semana novos fones de ouvido sem fio e um smartwatch.
É só um corpinho bonito
O smartwatch Amazfit Neo chama nossa atenção faz tempo pelo visual retrô e conexão com o smartphone - mas é mais bonito que funcional. Fica pra próxima.
Cristal
Sleevenote é um tocador de música do tamanho de um CD que mostra capas dos discos na tela exterior. Ainda está em fase de financiamento coletivo, mas aguardamos o player do tamanho de um disco de vinil.
Sleevenote: modo retrô para ouvir músicas (Sleevenote/Divulgação)
Números enormes
Uma empresa nos EUA vende uma torradeira com tela sensível ao toque (?) por US$ 300. Qual a necessidade disso?
as listas de melhores do ano começaram
A primeira que vimos é a da Time, com as 100 melhores invenções de 2020. Em dezembro soltamos as nossas listas :) 

Achados Amazon da semana
Cultura Digital
Disney mais
A Disney+ foi lançada (finalmente poderemos ver A Criança) no Brasil, do jeito que o brasileiro gosta: com golpe e fraude - já bloqueadas pelo financeiro do Mickey, claro.

Mas teve polemiquinha também com a notícia de que o filme-musical-criador-de-fanbase Hamilton não tem versão dublada ou legendada - é em inglês ou nada. Lin-Manuel Miranda, autor da peça/filme, foi fofo, pediu desculpas e disse que as legendas/dublagem estão a caminho.

Uma coisa interessante é a presença de extras das produções, como nos DVDs, o que dá uma amenizada no fato de o catálogo ter pouquíssimos lançamentos (que virão com o tempo, com originais e os novos filmes).
Revoltados online
Lembra do Gab? O app que tinha como símbolo um sapinho e era o grande reduto do esgotão banido do Twitter e Facebook e caiu no esquecimento? Sim, poucos lembram.

Agora a onda dos "conservadores cansados do politicamente correto do Facebook e Twitter" - lê-se: pessoas incomodadas com as regras das redes sociais, por serem punidas pela divulgação de desinformação ou propagação de discurso de ódio têm como destino o Parler, plataforma que promete permitir a livre expressão sem muitos limites.
o vírus de schrodinger
Elon Musk usou o Twitter para questionar a eficácia de testes de Covid-19 (já que teve resultados positivos e negativos no mesmo dia) e recebeu o melhor apelido da semana: Space Karen
Próximo, por favor
A nova queridinha dos investidores é a Yubo, rede social criada na França que já tem 40 milhões de usuários - a maioria abaixo dos 25 anos.
Pecado
O perfil do papa Francisco curtiu uma foto de modelo de biquíni. Vai ver era só uma bênção, gente.
Fora daqui
Um TikToker achou uma boa ideia ensinar seus seguidores a burlar regras da Spirit, cia. aérea de baixo custo nos EUA. A Spirit - que cobra até para dar bom dia - não gostou e baniu o passageiro, que pode recorrer em dois anos.
Imposto
A Apple reduziu a comissão que cobra de “pequenos negócios” na App Store - desenvolvedores de aplicativos e games que faturam menos de US$ 1 milhão, passando de 30% para 15%.

Jogada de mestre por apelar para os devs e acenar mudanças contra possíveis processos antitruste - mas Epic e Spotify, seus inimigos (e que ganham mais de US$ 1 milhão, diga-se de passagem) estão chiando, como sempre. 

Enquanto isso, o YouTube passou a perna em pequenos criadores (que não têm alcance para faturar com seus vídeos) ao colocar anúncios nos vídeos deles - e claro que o dinheiro não será compartilhado
Novidades digitais
  • O app/plataforma brasileiro Goat Me, que ajuda atletas amadores a encontrar pessoas para jogar em quadras.

  • A chegada de mais um streaming, o Pluto TV, que é gratuito.

  • A Amazon Music passa a ter podcasts em sua versão nacional, em português.  Nos EUA, a Amazon agora vende remédio. (Mais um mercado para eles ajudarem a quebrar).
Games
Multidão
O show de Lil Nas X dentro do jogo Roblox teve 33 milhões de views. Números enormes que demonstram mais a capilaridade e tamanho do Roblox do que do cantor famoso pelo TikTok.
40 dias úteis
É o que alguns consumidores relataram ter de esperar para botar as mãos em seus PlayStation 5. A Sony só liberou vendas online, nada de estoques em lojas físicas. Mas não houve atrasos por erros de logística.
Enquanto não chega
Fique com o mais novo trailer de gameplay de Cyberpunk 2077, e o smartphone da One Plus inspirado no jogo - que deve ser lançado em dezembro, caso não seja adiado mais uma vez.
Alta demanda
A plataforma de transmissão Nimo TV registrou um crescimento de 80% de audiência em seus torneios, um sinal da ainda altíssima demanda para streaming.
Jeitinho
Com a chegada da plataforma de jogos via streaming NVidia GeForce Now, usuários do iOS podem voltar a ter uma noite de sono tranquila - é possível jogar Fortnite em seus aparelhos.
Poder de fogo
Dois novos modelos de notebooks para gamers anunciados esta semana: uma versão nova do Nitro 5 (com Intel Core i5 de 10a geração, 16GB de RAM, placa NVidia GTX 1050TI e 512 GB de SSD) na faixa dos R$ 7.400, com edição limitada para a Black Friday, e um modelo da linha Predator, o Helios 300 (com Core i7 e placa RTX2070) - que só chega em dezembro. 
Acer Nitro 5: edição limitada para a Black Friday (Acer/Divulgação)
leituras longas
Memória
No Android Authority, estratégias de marketing usadas para tentar vender smartphones e não foram muito bem-sucedidas. Faltou o gerente de “vai dar ruim” na reunião. 
Tônico
Na Wired, a história de como o quinino peruano se transformou em remédio salvador no passado e foi parar na cloroquina (e no seu gin tônica).
2020, o ano do podcast
E Bill Gates também tem o dele - com a companhia da atriz Rashida Jones. Falam do mundo pós-Covid.
Algo errado não está certo
A saga do sofá em formato de porco, um golpe/teoria que circula no Craigslist, desvendada pelo New York Times.
Tia Lindinha
Um vídeo no Twitter levou à descoberta de Leta Powell Drake, apresentadora de uma emissora pequena no Nebraska - ela é bem direta nas suas conversas com seus entrevistados, incluindo celebridades. Só faltou pedir um cigarro pro sobrinho no final. 
METa
Como as pessoas do Slack usam o Slack, na Protocol.
TechBiz
Acelerador
A Dell divulgou os dados de uma pesquisa feita no Brasil com informações sobre como anda a tal transformação digital nas empresas locais. Em resumo, quase todo mundo precisou se reinventar e acelerar planos de digitalização, mas tem um nuvem de pessimismo pairando também. 
Rápido demais
O Pix entrou em funcionamento esta semana - já usamos para algumas transações e é muito prático mesmo. Mas como envolve dinheiro, internet e o mercado brasileiro, já tem golpe circulando na praça.
Cabeças rolaram
A pane no Tribunal Superior Eleitoral no último domingo durante a apuração das eleições municipais fez gente na Oracle ser demitida (a empresa nega os cortes, mas a confusão está feita).

Pelo menos a parceria do TSE com o WhatsApp levou ao banimento de um monte de contas.
dinheiro fácio
A fintech Facio - que adianta salários na folha de pagamento - recebeu investimentos de US$ 5 milhões.

Ainda no venture capital, a Olist (solução para empresas colocarem produtos em marketplaces de grandes e-commerces) levantou R$ 310 milhões. 
Acabou a novela
A Stone levou a Linx, encerrando a disputa com a TOTVS. O valor do cheque: R$ 68 bilhões. (Sim, com B).
Venha pelo fato...
e fique pela foto de gatinho na notícia da Teletime sobre testes propostos pela Anatel.
Compartilhe